Você poderia alcançar mais consumidores

7 de maio de 2018 | 1 minutos para ler

Todo mundo joga. Há jogos tão antigos que suas instruções estão escritas em hieróglifos. Os egípcios sentaram para jogar senet pela primeira vez há pelo menos cinco mil anos. Os mesopotâmios estavam jogando um descendente de gamão em 2.000 AEC. Eu participei do playtest de um novo jogo de tabuleiro na última quarta-feira. Todo mundo joga.

Isso significa que sua loja local tem algo para oferecer a todo mundo. Não há porque se limitar a seu público tradicional. Não há porque pensar apenas em "jogadores inveterados" quando imaginar o marketing, a planta ou os eventos de sua loja. Não há porque excluir não jogadores de sua estratégia.

Mas há razões para não o fazê-lo. Três delas seguem abaixo:

1. Jogadores não precisam de ajuda para encontrá-lo. Não jogadores precisam.

Quando jogadores pensam em "jogo", eles pensam numa loja local. Eles pensam no Localizador de Lojas e Eventos da Wizards. Eles conhecem sua proposição de valor e possuem informações abundantes para guiá-los nas decisões de compra deles. A mente deles vai para o que é conhecido, e eles são conhecedores íntimos do mercado de jogos.

Mas as pessoas comuns estão acostumadas com as suas barras de favoritos. Com a loja de departamentos mais próxima. É para lá que a mente delas vai.

Os jogadores irão encontrá-lo. Todos os outros precisam de um empurrãozinho na direção certa.

2. O valor esperado é mais alto.

Você provavelmente conhece o conceito. O valor esperado (geralmente "VE") é um cálculo que os jogadores fazem para determinar quais jogadas são matematicamente "corretas". Você pesa o custo e o benefício e decide se determinada jogada será mais benéfica ou prejudicial a longo prazo.

A ideia é que, mesmo se determinada escolha se concretizar apenas uma percentagem baixa de vezes, ela ainda pode valer o custo se a recompensa for alta o bastante.

Então, mesmo que não jogadores sejam menos receptivos a sua comunicação e menos investidos na cultura, eles ainda representam uma recompensa maior pelo simples fato de que há mais deles — converter 3% dos não jogadores representa um resultado muito melhor do que converter a mesma percentagem de fãs existentes.

3. Jogadores não são muito migratórios.

Não jogadores podem oferecer uma taxa de conversão mais promissora de qualquer maneira: nossa pesquisa revela que a maior parte dos jogadores tende a se manter fiel a sua loja local. É difícil puxá-los. Quando eles saem da loja, normalmente significa que saíram do ecossistema como um todo, pelo menos por hora.

Isso não acaba bem se você está mirando os jogadores de outra loja. Nem se a loja da outra rua está mirando os seus. Mas não jogadores são agentes livres.

Há um consenso sólido de como fazer isso. Coisas como deixar produtos mais familiares mais para a frente da loja. Escolher seu público cuidadosamente para postagens pagas em redes sociais.

Mas como expor não jogadores a eventos — como criar um ponto de articulação entre eles e o jogo em loja — é mais difícil, uma vez que muito do que você oferece não foi feito para eles.

Mas há uma coisa que você pode fazer, literalmente agora mesmo, e ela leva mais ou menos dez segundos:

inscrever-se para o Open House.

O Open House é a melhor oportunidade para introduzir não jogadores ao universo de jogo em loja. O Open House dá a você a liberdade de criar uma experiência em loja especificamente para não jogadores. É o único evento da temporada em que as necessidades deles são a prioridade número um, onde você pode dar a eles toda a sua atenção.

Não entenda mal — seus jogadores atuais são a prioridade em 362 dias do dano. Mas uma vez por temporada, você pode direcionar seus recursos para alcançar jogadores futuros.

Você pode se inscrever para um desses quatro agora mesmo, e receberá todo o tipo de ferramentas de iniciação se o fizer.

Dúvidas Frequentes

Encontre respostas para as dúvidas mais comuns sobre a Wizards Play Network

Tem alguma pergunta?

Fale conosco!