Bahr: Nosso modelo de eventos quebrou. Veja como o consertamos.

12 de março de 2018 | 1 minutos para ler

Por Michael Bahr, sócio-diretor da Desert Sky Games & Comics

Percebemos que mais e mais eventos terminavam dando prejuízo para a loja.

Estávamos fazendo um booster por vitória, mais um booster de participação. Inscrições foram estipuladas de forma que eventos quase sempre se pagavam, exceto por eventos que tinham um número incomum de rodadas com um número ímpar de jogadores—já que byes contam como vitórias, números ímpares significavam menos inscrições ao mesmo custo para mim.

Imagine nossa surpresa quando percebemos que ter um número ímpar de jogadores é muito mais comum que ter um número par—mas apenas em eventos Construídos. Isso era estatisticamente improvável. Sabíamos que algo estava errado. Mas o que?

A chave para programar eventos para o sucesso é mudá-los o mínimo possível. Mas mesmo que seu modelo não mude, o comportamento do jogador vai mudar. O que acontece quando você descobre um problema sério?

Quando digo "problema sério" não quero dizer "a loja do outro lado da rua tem um evento na mesma data". Quero dizer quando seu modelo de eventos quebra. Quero dizer "estamos abertos 90 minutos além do horário, pagando hora extra para nossos funcionários". Ou "nossos prêmios têm sido muito maiores do que esperávamos e estamos perdendo dinheiro".

Encontramos este problema após nossa loja se mudar de Gilbert a Chandler. O consertamos ao:

1) Monitorar nosso mecanismo de jogo organizado para garantir que ele seja positivo na receita. Foi assim que soubemos que ajustes eram necessários em primeiro lugar.

2) Encontrar uma solução que forneça uma boa experiência de jogo e um benefício para a loja. Mudar nosso modelo arriscava espantar jogadores existentes—mas se o jogo organizado não está gerando receita, isso importa?

3) Decretá-la de forma decisiva. Qualquer mudança está fadada a gerar reclamações. Mas não hesite quando precisar fazer ajustes para proteger seu modelo econômico.

Aqui está o que aconteceu:

Linus Torvalds, criador do Linux, disse, "Dados olhos suficientes, todos os erros são óbvios". Em outras palavras, quanto mais pessoas interagirem com seu sistema, mais rapidamente os problemas do seu sistema irão se revelar. Com mais espaço vieram mais jogadores, e os problemas de nosso sistema rapidamente apareceram.

Alguns jogadores fizeram os cálculos. Se havia um número ímpar de jogadores, eles podiam conseguir byes. Se eles conseguissem um bye na primeira rodada, podiam dropar do torneio e ganhar dois boosters. Eles esperavam até ter um número par de jogadores, e se inscreviam no último momento, esperando ganhar um bye.

Alguns jogadores lutam por cada chance de ganhar algo. É justo. Do ponto de vista da loja, não era grande coisa num único evento. Mas ao ver nossa pior configuração de prêmios acontecer semana após semana, percebemos que essas gotinhas iriam virar uma inundação se não fossem abordadas.

No fim, tivemos que implementar premiações separadas para cada tipo de evento.

No fim, o problema apenas aparecia em eventos construídos porque nos esforçávamos muito para evitar números ímpares de jogadores em mesas de draft. Assim, drafts não mudaram: um booster por jogar mais um booster por vitória em partida.

Em eventos casuais, o booster-por-vitória começa na primeira vitória (assim, sem booster para um bye na primeira rodada), e cada vitória subsequente fornece mais. Eventos competitivos perderam a premiação em boosters completamente—premiamos com crédito na loja para resultados 3-1 ou 4-0.

Esta solução manteve eventos casuais com clima casual, e eventos competitivos com clima competitivo, e garantiu o lucro da loja. Isso nos trouxe ao passo três: decretar isso de forma decisiva.

Ter múltiplas estruturas de premiação sacrifica simplicidade, então tivemos que comunicar isso de forma certeira.

Fizemos um anúncio em todos os canais simultaneamente, com uma data de execução para muito em breve. Comunicar pessoalmente foi mais complicado. Tivemos que garantir aos jogadores casuais que a mudança não significa "o vencedor leva tudo". Foi mais fácil com jogadores competitivos, que raramente rejeitam curvas de premiação mais inclinadas.

Participação se manteve forte e ainda estamos vendo novos rostos. E se outro problema surgir, iremos abordá-lo da mesma forma: iremos descobrir o que está acontecendo, encontrar uma resposta que ainda forneça uma boa experiência para os jogadores daquele formato, e decretá-la de forma decisiva.

Michael Bahr é sócio-diretor da Desert Sky Games em Chandler, Arizona (EUA). Ele foi juiz de nível 3 por quatro anos, é formado em Direito pela Arizona State e trabalhou por sete anos em administração pública no setor de saúde.

Dúvidas Frequentes

Encontre respostas para as dúvidas mais comuns sobre a Wizards Play Network

Tem alguma pergunta?

Fale conosco!